terça-feira, 24 de maio de 2011

Cheia de Graça.

A moça que vem pela praça
Cheia de graça
Me deixa sem graça
Sua pele preta
Brilhando no sol
Suas pernas perfeitas
Que eu nunca vi nada igual.

A moça preta
Com pernas de graça
De pele perfeita
Que anda na praça
O brilho das pernas
Perfeitas no sol
De pele preta
Que eu nunca vi nada igual.

O brilho da moça
Perfeita que passa
Com pernas pretas
No meio da praça
Que encantam
Ao contato com o sol
Juro por Deus
Que eu nunca vi nada igual.

*E que pernas Amor!

13 Imundices:

Nara Sales disse...

Que pernas!
Bonito como você pôs o sentimento que sentiu em poesia.

Por que você faz poema? disse...

Não é em Ipanema,
mas em qualquer praça da cidade.

nada complicada disse...

Ah que bom ler essas coisas gostosas que vc escreve... I miss you ;)

bjinhos

Alvarêz Dewïzqe disse...

Cara, sua poesia tem um ritmo musical incrível... Joga isso aí num violão!

Não me perder em minha vida disse...

Que lindo menino, acho que o Alvarêz tem toda razão,a poesia esta pronta para a música

Rainha Branca | Loli disse...

Fato hein, isso podia virar música!!! ;D

E ai, tudo bem? E o curso de inglês, cheogu a ver ou nem? Se nao, te dou umas dicas. ;D

Camila Reis disse...

isso tem cara de música.. e daquelas gostosas de ouvir ;-)

Anderson L. disse...

Cara, teu blog é muito bacana. Tua poesia é literalmente cheia de graça.

Segue o meu aí:www.palavreandome.blogspot.com

Anderson L. disse...

Anderson L. disse...
Cara, teu blog é muito bacana. Tua poesia é literalmente cheia de graça.

Segue o meu aí: www.palavreandome.blogspot.com

31 MAIO, 2011

Long Haired Lady disse...

hot legs!

Kaazinha Yamauchi disse...

adorei a poesia, teu blog é muito legal!
beijo káh

Diu Mota disse...

Seu astral está diferente..hummm

Layla Barlavento disse...

Voltamos! Saudade de sujar por aqui...

Beijos na alma!
Layla Barlavento
culpadowalter.blogspot.com

Postar um comentário

Suje a vontade...