segunda-feira, 22 de março de 2010

Con-jura ao povo.

Dói cada parte do corpo
Escorre lágrimas pelo rosto
O vento gelado corta a pele
Será que Deus ouviu minhas preces?
O caos está estampado
E por todos os lados
Eu confirmo os fatos
Contradição,
Tecnologia também pode ser
Sinônimo de destruição.
Pobreza gera lucro
Quanto mais claro
Mais fica confuso
Alguém sabe o método prático
Para destruir essa conspiração?
Eu acredito na mundança
Por mais que os cômodos
Digam que isso é ilusão.

A falta de tempo continua, mas comentário postado é comentário respondido, um abraço a todos e todas que sempre estão aqui comigo! É, eu sei, rimou!

16 Imundices:

Tiburciana disse...

Na verdade nem sei se acredito mais na mudança ,m as sei que tenho sentido muito medo ultimamente
bjos meu puro imundo

. disse...

"Eu acredito na mundança
Por mais que os cômodos
Digam que isso é ilusão."

E continuemos a acreditar!
Abraços!

Sylvia Araujo disse...

De surpresa em surpresa eis-me aqui! :)

E sim, eu também acredito na mudança; mas vinda dos "cômodos" de dentro - um a um.

Vim agradecer a visita e dei de cara com um coração.

Um beijo pra você

Aquarius disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Aquarius disse...

Também acredito na mudança. Existem pessoas no mundo que desanimam e envergonham a gente as vezes, mas também existem pessoas que também se incomodam com a contradição, a pobreza que gera o lucro e que gostariam de mudar algo.

parabenzes pela escrita :-)

Luciana disse...

Dizem que a esperança é a última que morre, né? Deve ser por isso que ainda acredito em alguma mudança.

=)

Beijo!

nada complicada disse...

Delícia começar a semana com essa poesia... Esperança sempre meu amigo, eu acredito ;)

bjinhos pra vc

Ananda Urias disse...

rimou pq vc sempre rima, e eu amo a sua mania de rima. :)

saudades.

Renata Bezerra disse...

A ilusão pode ser o primeiro passo para a mudança...

Déia disse...

Acho q n tem mais jeito!
Eu depois de tantas, estou prestes a desistir!

bj

Bia Magalhães disse...

Sinto a revolta em cada palavra escrita!
espero ver mais destes.
;*

Tiburciana disse...

Oh meu querido vc on line essas horas ??
Mais um coruja no mundo ??
bjosss
E minha vida boa está acabando

Fran disse...

Tu escreve coisas tão lindas, às vezes fico curiosa para 'saber o rosto' de quem escreve essas rimas :)

Beeijos!

Diu Mota disse...

E eu sempre a torcer por esse amor sempre sofrido nestas linhas. As próximas serão de alívio, ou apenas mais dor?! Que o final seja o começo...
inté

Mariana Andrade. disse...

Mas se dos que não se acomodam Deus já demora um pouquinho para responder as preces, que dirá dos acomodados! Meus mais sinceros pêsames a eles.
E meu mais sincero elogio à ti, porque sou fã de carteirinha de tudo que há aqui (sim, também rimou) (~;

Sarah disse...

"Quanto mais claro
Mais fica confuso"

Acho que já cheguei a dizer num dos meus textos - não neste meu blog - que a claridade cega e que eu via melhor no escuro.
Está aí no teu poema, parte da revolta que eu tentei transpor no meu texto da época.

Gostei mesmo!
Um beijinho e obrigada pela presença ;)

Postar um comentário

Suje a vontade...