quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

As peripécias de um quase galã.

As vezes sinto raiva da minha estranha pessoa, ontem enquanto eu voltava da faculdade estava acompanhado da belíssima Juliana (ela em si é bela, mas o sorriso dela não tem denominação). A grande questão em questão é que eu desisti há tempos da vida de cachorrão, é, eu renunciei isso há uns bons anos e toda vez que eu resolvo seguir o figurino (digo não ser cafajeste) eu simplismente sou um desastre, as palavras não saem como desejado, tenho medo de "arriscar", fazer um elogio, dizer como a pessoa é legal e coisas do tipo. Sabe aqueles filmes de comédia romântica em que o bobão sempre conquista a garota mais especial? Então, comigo também é assim, o que muda é só o final, ou seja, nada de conquistar a garota. Ontem eu simplismente fiquei lutando comigo mesmo por quase 30 minutos dentro do ônibus para me encher de coragem e solicitar a vossa senhoria o seu estimado telefone (e olha que a conheço há tempos), quando eu digo ninguém acredita, quando tenho boas intenções (entenda-se investir em alguém para um possível relacionamento) eu simplismente travo, erro as palavras, fico inseguro, um desastre! Agora o dilema que me rodeia é como passar para a próxima fase, convida-la para sair, mandar um mensagem de texto ou até mesmo ligar. O ideal mesmo seria mesclar o cafajeste com o bom moço, mas no meu caso é 8 ou 80 e a vida de cafajestagem já foi renunciada. Só pra encerrar lembro-me de uma vez quando cheguei em uma guria que eu admirava muito e dei a ela um colar com um pingentinho de ouro de aniversário (e olha que eu a admirava em segredo e dizia apenas oi, bom dia, boa tarde e tchau) ela abriu e realmente ficou encantada, disse obrigada e ficou olhando pra mim como se estivesse esperando eu fazer algo, ai o malandrão aqui vai e fala: Tudo bem, a gente se tromba então (agente se tromba? Pelo amor de Deus, de onde que eu tirei a gente se tromba? Por acaso eu sou um elefante para ter tromba?). Depois dessa confissão vocês devem entender um pouquinho da minha situação, é fato que quando eu levava a vida de cafajeste eu realizava proezas admiráveis para o universo masculino, mas eu não quero isso pra mim não, o vazio que fica dessas conquistas só machuca o coração.

*"As peripécias de um quase galã" é o título de um livro que eu comecei a escrever, mas que não terminei. Um dia quem sabe eu termino, mas por enquanto está sem previsão.

22 Imundices:

Allyne Araújo disse...

super interessante... o mais importante e tentar, mesmo que se machuque vc fez o que seu coraçao lhe pediu... beijos!

Tiburciana disse...

Primeiro lugar parabéns pela opção de não ser Cafageste isso é um grande passo.
Segundo A arte da conquista é algo ingrato eu que o diga o proxima fase é sempre a que me perco ou perco o interesse.
Terceiro Acho lindo essa mistura de bom moço e cafageste na dose certe, desde que logico o bom moço domine o cafageste.
Quarto A GENTE SE TROMBA foi de matar mesmo ..
Bjos querido

Silvana Nunes .'. disse...

Bom dia.
Não é legal se rotular como cafageste. Temos de ser sinceros, principalmente conosco. meu amigo, cuidado com a fama para não figar desacreditado.
Parabéns pelo post e pela sua sinceridade.
FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... continua com a série mitologia dos orixás como eu havia prometido: hoje eu escrevo sobre a lenda da criação. Se puder, passa por lá.
Tenha um bom dia.
Beijo grande,
Saudações Florestais !

Layla Barlavento disse...

"A gente se tromba" foi mesmo de matar. Pra não dizer coisa pior!
Admiro sua coragem de confessar não querer mais ser cafajeste. Acho isso muito nobre mesmo. Essas coisas só se aprende com o tempo e confesso: no que se refere a uma nova paquera o velho frio no estômago dos 16 anos ainda surge. Portanto camarada, isso não é privilégio seu. Só não deixe de viver por isso!

Beijos na alma!
Layla Barlavento
culpadowalter.blogspot.com

O Clube das Calcinhas disse...

Que lindo esse seu jeito meio sem jeito de chegar em uma garota... rs Ontem, na terapia, eu fiquei chorando as pitangas de nunca encontrar alguém que queira levar um relacionamento a sério e que por isso resolvi ficar na minha. Sabe... cansei! Meu terapeuta disse que existem homens cansados de cafagestagens. Não acreditei muito nele, não... mas hoje você é o segundo que eu vejo dizer que se cansou também. Ponto pra você. As mulheres agradecem! Mas, em nome das mulheres cansadas de homens cafagestes, não seja tímido, por favor! rsrs
Beijo,
Calcinhas (Renata)

Silvana Nunes .'. disse...

Boa tarde, amiga.
Obrigada por seu carinhoso comentário em meu blog.
Eu tenho muito receio desses preconceitos. O mundo está neste pé por conta dessas correntes religiosas que só fazem jogar uns contra os outros por causa das arrecadações em dinheiro que fazem.
Minha intenção é fazer com que as pessoas dismistifiquem um pouco o olhar para esta literatura tão maravilhosa e cheia de encantamentos.
Eu estou doida para ver esse filme, adoro a história de Mestre Besouro, adoro a capoeira. Dizem que é belíssimo, chieo de efeitos visuais. Ainda não chegou por estas paragens (rs). Estou morando em petrópolis, região serrana do Rio, desde 2007.
Amanhã tem mais, será sobre Exu.
Beijo grande.
Saudações Florestais !

Fernanda disse...

Eu gostei do texto,acho que talvez ela se aproxime de você,por vê que você é diferente dos outros homens,é só agir naturalmente...

Lívia Amarante disse...

pois é, voltei ao blog.
Sabe que eu sou bem parecida contigo nessa coisa de "coragem" (rsrsrsrs), chega até a ser vergonhoso!

- maria elis disse...

não sou nenhuma conselheira amorosa, mas acho que o primeiro passo já foi dado - aquele que dizem que é o mais difícil e blábláblá - agora é só esperar os próximos, que talvez sejam seus ou dela, vásaber :)'

beijas beijas :*

Pâmela Marques. disse...

Hahaha.
Eu sei bem o que é isso. Já conheci um rapaz assim, bem bobo, sabe? Não sabia o que dizer e o jeito foi eu fazer a declaração. Pode? É o jeito né. Ninguém sabe o que mudo quer.

Bia Ferreira disse...

nunca ouvi falar de ex cafajeste!!! Essa falta de "trato" de alguns caras, realmente me atrai por um tempo mas as vezes cansa por que dá a sensação de que a criatura nunca vai tomar uma decisão (fazer uma surpresa, por exemplo) e ter o controle sempre é chato... mas é bem charmoso..
"se troba" foi horrível mesmo.. coisa de elefante, se fosse eu ia achar que vc estava me chamando de gorda!!!

se ela ler seu blog, saberá... e vai gostar (eu gostaria)

nada complicada disse...

Realmente "a gente se tromba" não foi das melhores... mas dá pra relevar depois de ter dado um presentinho assim tão delicado, eu sempre gostei dos caras mais atrapalhados e esquisitos... Seja vc, não tem nada mais charmoso que autenticidade.

bjs

Yasmin F. disse...

Super legal... mtos meninos são assim... apesar de eu achar que todos são cachorros! ;D

Luana Gabriela disse...

Hey, é impressão minha ou no útimo comentário no vento com sorisso [rs rs rs] você me chamou de pseudo escritora? hehehe brincadeirinha.. você falou algo sobre gostar de receber elogios..acima disso gosto da verdade. E se o elogio ou a crítica forem verdadeiros, serão bem vindos.

Sobre o cafajeste ou o bom moço,é importante ter a ousadia de um com a boa intenção do outro. Difícil né? Mas quando a mulher certa aperecer será natural. Escreve isso que et digo.

Bjos

Ane disse...

Tudo fica muito mais difícil quando o interesse é sincero.

Conselho? Se acha que não é recíproco, chegue aos poucos.. um elogio aqui, um olhar diferente, um toque.

beeijos

Jose Ramon Santana Vazquez disse...

...traigo
sangre
de
la
tarde
herida
en
la
mano
y
una
vela
de
mi
corazón
para
invitarte
y
darte
este
alma
que
viene
para
compartir
contigo
tu
bello
blog
con
un
ramillete
de
oro
y
claveles
dentro...


desde mis
HORAS ROTAS
Y AULA DE PAZ


TE SIGO TU BLOG




CON saludos de la luna al
reflejarse en el mar de la
poesía...


AFECTUOSAMENTE:
CACPFAGIA


ESPERO SEAN DE VUESTRO AGRADO EL POST POETIZADO DE CABALLO, LA CONQUISTA DE AMERICA CRISOL Y EL DE CREPUSCULO.

José
ramón...

Erica Vittorazzi disse...

Quase galã, eu adoraria saber o seu nome, sabia?
Se vc não souber o que falar, escreva e mande um bilhetinho. Funciona, vai por mim!! E eu adoro o 'bobo' que conquista a mocinha no final. Boa sorte!!

Silvana Nunes .'. disse...

Hoje a personagem é polêmica.
Gostei do comentário da Érica. Quase galã... quem mandou ? (rs).
Beijo grande e bom dia, querido.

Déia disse...

Tenho que confessar. Você não é o único a passar por isso!
Quando estamos envolvidos emocionalmente com alguem, as palavras realmente desaparecem e tudo parece bobo demais pra ser dito. ( rí muito do elefante rs)
Eu, qdo não quero nada com alguem, brinco, sou bem divertida e natural... Agora quando a coisa é séria... travo! kkkkkk

Boa sorte e tente arriscar... o não vc ja tem, né? Vai que ela aceita!
To torcendo!

bjs

Srtª Encalhada disse...

Primeiramente, obrigada pelo comentário no meu blog!!!! Foi vc que a Tiburciana disse que dá sorte (amuleto)para o blog dela rsrsrsr. Bom ás vezes essa história dos homens serem muito práticos não é tão simples assim,acho que é como vc disse o negócio é mesclar, acredite. E se vc lançar o livro com certeza vou comprá-lo, acho que será uma ótima bibliografia para o meu blog. :P . Para a tristeza do Deus dos Cafajestes (Zé Mayer) mais um convertido à Igreja dos Bonzinhos dos últimos dias onde o Guru é o Edu Guedes rsrsrsrsrs

' Tah. disse...

Muuito bom!
A parte do "se tromba" foi hilária. PODSK
e se vc lançar eu tbm compro o livro viu?! :p
Gostei mesmo, tô seguindo õ/

Tatinha disse...

Acredito que da parte masculina também exista esta insegurança toda, por mais cafa que o homem seja.
O ser humano é muito complexo.
O homem também tem sentimentos, mesmo que impuros, tem! hahah
Gostei muito do texto.

Postar um comentário

Suje a vontade...