segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

O mar é uma ponte.

O horizonte é logo ali...
E eu aqui na areia
Pensando até onde posso chegar.

Será?
Talvez?
Não sei.

Sei que vejo um espelho d'água
Que reflete a imensidão de alguma coisa
Que há dentro do meu coração.

8 Imundices:

Mariana Andrade. disse...

talvez coisa grande demais para ser reconhecida no mesmo instante.

e parece estar tão longe...

Ferdi disse...

O mar só não é perfeito porque há tubarões, me lembra a vida.

Marcela Alves disse...

Nossa adorei o teu blog.. huhuauha é muito bom.. bjos.

Fabiele Penco disse...

Bem, não quero sujar. Só desabafar:
hoje é um daqueles dias que nem horizonte
eu vejo... Com os olhos inchados, sou incapaz
de ver horizonte!!!
Confesso que estou em TALVEZ, SERÁ...

ADORO ESTAR AQUI!

beeijos

Ananda Urias disse...

sempre há alguma coisa no nosso coração..
ansiamos apenas que as coisas valham a pena. :)
beijos.

Pâmela Marques. disse...

Eu tenho os meus pés em uma ponte, mas eles estão há tempos estacionados. Não tem coragem de andar.

Layla Barlavento disse...

Assim como o mar essa imensidão pode estar serena hoje e amanhã agitada. Respira fundo e aguarda. Não adianta "nadar contra a maré".
Obrigada pelas visitas frequentes!

Abraços
Layla Barlavento
culpadowalter.blogspot.com

Erica Vittorazzi disse...

Lindo poema!!!! O mar faz isso com a gente mesmo: nos expande e nos faz melhor!!

Postar um comentário

Suje a vontade...