terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Versos de uma criança que cresceu (e não desapareceu).

"Viajo no espaço
Vagando entre os planetas,
Ora saturno, ora marte,
As vezes pulo em um cometa.
O céu não é o limite
É apenas mais uma etapa,
A vida não é um jogo de video-game,
Mas precisamos passar de fase
Para completarmos a nossa jornada."

4 Imundices:

Natália Corrêa disse...

Tenho medo de cair nos espaços que há no meu espaço sideral! :x

Erica Vittorazzi disse...

Ah, as crianças sempre estão certas...

Lindo poema!!!

Mariana Andrade. disse...

talvez isso seja a tal verdade inventada. um pouco irreal, mas real demais.

aluadaa disse...

pelo menos quando morrer vai usar continue. viajar é sempre bom, mesmo quando estamos parado olhando pro nada ou mudando de planeta! e um salve ao pequeno principe.

Postar um comentário

Suje a vontade...