sábado, 19 de dezembro de 2009

15 de Novembro de 2007

Vale-Me

Toque mágico
O retrato do abstrato
A imagem retocada
O personagem convocado
E a história não contada.

Vale-me deus
E todos os santos
Todos os cantos

Todos os prantos                               
Todos os TODOS

Anjos e demônios.

Vale-me algo
Que vale mais do que valer
Vale-me tudo
Vale-me nada
Vale me viver.

3 Imundices:

Pâmela Marques disse...

Desaprendi a rimar, fazer poesias, versos. Acho que ando muito amarga. Admiro quem faz e faz bem.

Perfeito.

Mariana Andrade. disse...

e vale só se você souber fazer valer.

Lílian disse...

aah adorrei a poesia
estou te seguindo
beijos ;*

Postar um comentário

Suje a vontade...