domingo, 20 de dezembro de 2009

Mais do Mesmo.

Várias vezes, desde criança, depois adolescente, agora jovem me senti vazio, pertecente a uma realidade que não é essa na qual eu vivo. Há tempos escuto que isso vai passar, escutei também que isso era coisa de criança e depois de adolescente, mas hoje escuto que isso é coisa de jovem. Será que amanhã irão dizer que isso também é coisa de adulto?

No começo achei que tudo isso fosse como as chuvas de verão, cedo ou tarde passariam, hoje não tenho certeza de nada. Penso também que aumento os problemas, faço deles as justificativas dos meus fracassos, me indago se não fantasio uma coisa que não existe.

Hoje, a três dias de completar 20 anos, sinto que o passáro selvagem que há em mim foi se tornando aos poucos um passáro domado, sem asas, vítima de uma doença que eu mesmo criei. "Um homem deixa de viver, não apenas quando morre, mas sim também quando deixa de sonhar". Sonho, mas não corro atrás, então será que estou em estado de coma?

Hoje tenho a certeza que não sei quem sou. Esse papo de você mesmo criar seu modo de vida, de bancar uma ideologia custe o que custar é foda, como no jogo de xadrez não se pode vacilar, mas eu vacilei, vacilei várias vezes e mesmo assim ainda me safei de vários xeques, mas pressinto o momento que será o xeque mate, o arremate final se mostra cruel, mas essa frase nunca soou tão bem quanto agora: Estou apenas colhendo o que eu mesmo plantei.

Hoje estou a fazer 23. Esse texto foi escrito no dia 17/12/2006 e ele continua tão atual, mas espero que não por muito tempo. O que conta é a atitude e está na hora de eu "ATITUDIAR".

5 Imundices:

Ana, A menina que roubava idéias disse...

Continua atual sempre...

Gabe Candido disse...

Acho que se sentir assim não é exclusividade tua. Talvez todos sintam-se meio vazios, como se pertencessem a uma outra realidade. A diferença é que enquanto alguns deixam pra lá e aprendem a conviver com isso outros continuam buscando respostas para preencher o vazio e se encontrar no mundo. Eu sou do segundo grupo, e ao que parece você também. Então boa sorte para nós, espero que no fim possamos entender tudo isso.
Gostei daqui, tô seguindo :)
bjs

Mariana Andrade. disse...

porque ficar parado só leva a... bom, só leva a continuar parado.
e parabéns pelos 23.
quando fizeres 29, ponha o titulo da música do Legião no teu texto. porque só isso já anima aehuahe

:*

Rafael Castellar das Neves disse...

Não, ninguém vai dizer que é coisa e adulto, simplesmente vão tratar você como um problemático e darão as costas a você...aí você verá que está sozinho e então encontrará a si mesmo, pois vai entender que só pode contar com você.

Ainda, estes xeques são os que nos tornam mais sábios e nos ensinam a viver...encare-os de frente, porque não são suficientes para lhe derrubar...

Abraços!!

Reh.invente disse...

Penso e (re) penso, o vazio todos nós invade em determinadas épocas, ao menos a respeito dos vazios que eu vivi hoje digo eles não eram vazios eram cheios, eram transições.
Então o que percebia naquela época é que outro cenario estava o qual deveria se adaptar!

Postar um comentário

Suje a vontade...